Prefeitura de Agudos faz alerta sobre o aumento nos casos de dengue

Saúde - Quinta-feira, 05 de Maio de 2022


Prefeitura de Agudos faz alerta sobre o aumento nos casos de dengue

A Prefeitura de Agudos, através da Secretaria de Saúde, está intensificando o alerta aos moradores em relação ao aumento nos números de casos de dengue no município. Além de campanhas educativas, a prefeitura está promovendo o bloqueio de controle de criadouros em regiões da cidade onde foram registrados casos da doença. 

A conscientização e sensibilização da população sobre o combate ao mosquito aedes aegypti, que é o transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya, Febre Amarela e Zika, continua sendo o foco da secretaria.

Nesta terça-feira (03/05) o município divulgou nas redes sociais oficiais, vídeo com o Secretário de Saúde Doutor Carlos Henrique Thirone, com observações importantes sobre a dengue, sintomas e cuidados.

“A dengue é uma doença que pode inclusive matar pessoas. Os adultos apresentam dores pelo corpo, dores atrás dos olhos que é uma característica muito importante da dengue, coceiras pelo corpo e vermelhidão na pele. As crianças podem ter esses sintomas, mas temos observado que na maioria absoluta dos casos infantis, a dengue começa com sintomas simples, uma dor reclamada, desconforto abdominal, tudo isso pode ser sintoma de dengue”, explica o secretário.

Thirone afirma ainda que a prevenção e os cuidados por parte da população são fundamentais para o combate ao mosquito. “É necessário ter em mente que a prevenção é o melhor remédio contra a dengue. A prevenção começa na higiene do nosso domicílio, em não deixar acumular água, seja em plantas, calhas, reservatórios próprios, todos os cuidados são necessários. Troque água com frequência, observe vasos de plantas e outros recipientes para evitar focos do mosquito. A limpeza de terrenos também é algo crucial na prevenção da dengue”, afirma Thirone.

É importante ressaltar que a melhor forma de se evitar a dengue é impedir a proliferação do mosquito que a transmite, o aedes aegypti, eliminando os criadouros que possibilitam a sua reprodução. A Secretaria de Saúde orienta a população a se manter alerta e vistoriar periodicamente a residência e seu entorno, como quintais e áreas comuns em prédios, identificando e eliminando a água acumulada em locais que poderiam servir de criadouro do mosquito.

A prefeitura recomenda ainda que os moradores deixem garrafas viradas para baixo e evitem água parada em qualquer recipiente, como vasos de plantas, tampinhas de garrafas, bebedouros de animais e ralos, entre outros.

As equipes que passam de casa em casa verificando possíveis criadouros do mosquito também reforçam a orientação às famílias sobre a doença, sinais e sintomas, além da necessidade de procurar assistência se houver suspeita da doença. 

Desde janeiro, Agudos contabiliza 58 casos autóctones de dengue e outros 2 casos importados.

Prefeitura Municipal


Agudos