Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Agudos, quarta-feira, 27 de outubro de 2021 Telefone (14) 3262-8500

Atendimento Atendimento: De segunda-feira a sexta-feira, das 08h às 17h.

Ter
26/10
31 °C
18 °C
Índice UV
13.0
Quar
27/10
26 °C
22 °C
Índice UV
13.0
Quin
28/10
23 °C
19 °C
Índice UV
13.0
Sext
29/10
24 °C
17 °C
Índice UV
13.0

Saúde - Sexta-feira, 13 de Agosto de 2021

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Saúde alerta para prevenção de casos de Leishmaniose

A ação faz parte da “Semana de Prevenção e Controle da Leishmaniose Visceral”, uma campanha promovida pelo Governo do Estado


Saúde alerta para prevenção de casos de Leishmaniose

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Agudos promove campanha de alerta para prevenção de casos de Leishmaniose. A ação faz parte da “Semana de Prevenção e Controle da Leishmaniose Visceral”, uma campanha promovida pelo Governo do Estado.

Para isso, os agentes de saúde estão promovendo orientações aos munícipes e fornecendo informações fundamentais para o combate à doença.

 

O que é leishmaniose?

Leishmaniose é um tipo de doença infecciosa causada por um protozoário do gênero leishmania, considerado um parasita.

Sua transmissão se dá por meio da picada do mosquito-palha e essa condição é considerada majoritariamente tropical, sendo mais comum em países de clima quente e úmido, como certas regiões do Brasil.

Há a leishmaniose humana e a leishmaniose canina, que afeta cachorros.

 

Quais são os tipos e os sintomas de leishmaniose?

Considera-se que existem dois tipos de leishmaniose: a leishmaniose visceral e a leishmaniose cutânea.

A leishmaniose visceral também é conhecida como calazar. Esse tipo de leishmaniose afeta os órgãos das vísceras, como o baço e o fígado, além da medula óssea. Os sintomas da leishmaniose visceral incluem febre, tosse, dor abdominal, anemia, perda de peso, diarreia, fraqueza, aumento do fígado e do baço, além de inchaço nos linfonodos.

De forma geral, a leishmaniose visceral pode atingir crianças até os dez anos de idade e é considerada a forma mais aguda da doença. Se seus sintomas não forem tratados, ela pode evoluir e causar o óbito dos pacientes.

A leishmaniose cutânea também é chamada de ferida brava, ou de leishmaniose tegumentar, e causa feridas na pele, que podem evoluir para feridas nas mucosas, como a boca e o nariz. As feridas causadas pela leishmaniose tegumentar são avermelhadas, ovaladas e com bordas delimitadas.

A leishmaniose tegumentar é a forma mais comum da doença, sendo que, dependendo do tipo, ela pode se curar de forma espontânea.

 

Formas de prevenção

Mantenha casa e quintal sempre limpos

Recolha restos de folhas e frutos apodrecidos

Não deixe os animais soltos na rua e cuida de sua saúde

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

Coronavírus

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!
Fale Conosco

Prefeitura Municipal de Agudos - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.